Este espaço virtual foi criado com o intuito de compartilhar experiências vividas em sala de aula
(nas disciplinas Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Literatura), bem como sua utilização como mais uma ferramenta
para o ensino-aprendizagem de modo a tornar o processo educacional mais instigante e desafiador para
o aluno dessa geração tecnológica.


quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Assassinato na Biblioteca


GOMES, Helena. Assassinato na Biblioteca. Rio de Janeiro: JPA, 2008.

O livro de Helena Gomes, além de uma deliciosa história de fantasma, bem ao gosto da garotada, é uma instigante narrativa que se situa em um misto de romance e suspense. Possui um narrador em terceira pessoa, mas ganha vivacidade através dos diálogos entre as próprias personagens. No final da obra, 20 anos depois da prisão do assassino, a história passa a ter um novo narrador, Igor.

O enredo começa com um crime no período da ditadura militar; a morte de Lara, uma garota de 14 anos, na biblioteca da escola em que estuda; e esse fato vai trazer consequências, culminando com uma série de novos assassinatos já em 2007, em situações carregadas de segredos inconfessáveis (roubo de bebê, chantagem, falsa identidade, traição) que figuram ao lado da trama principal como casos a serem solucionados também.

Durante toda a narrativa que se passa a partir dessa data, nos depararemos com o empenho de dois jovens de mundos diferentes, Igor, um adolescente vivo e Lara, a primeira vítima do assassino da biblioteca, para desvendar o caso do assassinato de Dona Conceição, a bibliotecária e sua relação com os crimes seguintes que ocorreram nas dependências da escola.

Ambientada em Santos – SP, a narrativa flui de modo não-linear, construindo um jogo de revela-esconde que contribui com o suspense presente em toda a obra, construindo hipóteses sobre a identidade de personagens e levantando suspeitas sobre quem é o possível assassino da biblioteca.

A leitura de Assassinato na Biblioteca acaba sendo um jogo intrigante em que o leitor mergulha tentando também colaborar nas investigações iniciadas pela dupla Igor e Lara.

No final, uma surpreendente descoberta narrada em fragmentos, o que aumenta a tensão e a curiosidade do leitor. Mérito da autora que demonstra uma grande habilidade na arte da palavra escrita.

Recomendo para qualquer idade.

Um comentário:

  1. assassinato na biblioteca'''''''
    eu so li este livro uma vez, na biblioteca da minha escola, mas so bastou essa vez para eu me apaixonar por este livro, este foi o livro que mais amarcou a minha vida,se pudesse eu leria este livro todos os dias da minha vida,pena que ele tenha desaparecido da minha escola.
    IGOR E LAURAcomo posso descrever o que ambos passaram juntos,foi uma aventura perigosa,mas que tambem foi inesquecivel.
    eu EDILENE agradeço muito a HELENA GOMES por ter criado o livro mais fantastico da face da terra,sonho com o dia que podei ve-lo de novo.
    obrigado......

    ResponderExcluir